domingo , 17 novembro 2019

O funcionamento do sistema de irrigação por aspersão convencional de pastagens perenes,  implantado na propriedade de Jorge e Rosane Grzeca, levou os agricultores tuparedienses Osmar e Neidi Gehrk e, de São Marcos, até Porto Mauá, nesta quinta-feira (24/10). A visita aos Grzeca  foi acompanhada pelo técnico do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Tuparendi, Albino Motter, e pelo técnico em agropecuária Charles Fernantes e pelo engenheiro agrônomo Germano Büttow, ambos da Emater/RS-Ascar de Porto Mauá.

Chamou a atenção do caAgricultores de Tuparendi e Porto Mauá trocam experiências sobre sistema de irrigação.1sal de Tuparendi, a utilização do injetor de Venturi para aplicação de fertilizantes  nas pastagens juntamente com a água de irrigação.  O injetor Venturi profissional cria um diferencial  de pressão formando um vácuo. Como a água flui através do orifício Venturi cônico, uma rápida mudança na velocidade ocorre. “Esta alteração de velocidade cria uma pressão reduzida, o vácuo, que succiona o líquido a ser injetado no sistema”, explica Büttow. Uma vez que a taxa de injeção varia de acordo  com a pressão, deve-se utilizar uma válvula para regular o fluxo, além de ser interessante usar manômetros  para calibrar o sistema. A utilização do sistema Venturi proporciona uma maior agilidade e praticidade na  aplicação de fertilizantes e agroquímicos via água de irrigação, o que diminuiu, conforme Büttow,  a mão-de-obra necessária para a operação. “A equipe municipal da Emater de Porto Mauá agradece a família Grzeca por abrir as portas da propriedade para essa troca e aprimoramento de conhecimentos, demonstrando e valorizando o uso de tecnologias em nosso município”, destaca o engenheiro agrônomo.

 

 

Comentários

comments

Veja Também

Sem título

Secretário de Agricultura de Porto Mauá Participou de Congresso em Brasília

 Na segunda feira dia 4 de Novembro o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de ...