domingo , 26 janeiro 2020
Home / Destaque / Direção do Hospital de Tucunduva assina repasse e irá receber mais de R$ 300 mil em emendas parlamentares

Direção do Hospital de Tucunduva assina repasse e irá receber mais de R$ 300 mil em emendas parlamentares

As boas noticias não param de chegar para a Associação Hospitalar Tucunduva e Novo Machado. Depois do anunciado recurso de mais de R$ 400 mil aportado através de Projeto do Lions Clube Tucunduva,  o Hospital receberá uma emenda parlamentar do Deputado Federal e atual Ministro,  Osmar Terra, no valor de R$ 255 mil, articulado pelo MDB de Tucunduva, e R$ 53 mil de emenda do Deputado Ronaldo Santini, do PTB, articulado pela Administração Municipal.

A assinatura do repasse  a60377c81-38cb-4b57-bb89-db7131bfafc9conteceu  nesta segunda, 7, em Porto Alegre, na presença de Darci Ferreira e Luis Alberto Nervis, da direção do Hospital, e do Vice-prefeito Fabrizio Gazzola(foto), em ato promovido pelo Governo do Estado, que contou com a presença do Governador Eduardo Leite,  da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, da bancada gaúcha no Congresso, deputados estaduais e representantes das entidades.

 

Ao todo, são 143 cidades beneficiadas, contemplando 154 hospitais, 19 Apaes, além da Secretaria da Saúde de Porto Alegre, do Banco de Sangue de Erechim e a Associação Cristã de Deficientes Físicos de Passo Fundo. São três tipos de emendas que as entidades tiveram direito: individual do parlamentar, de bancada ou de comissão. As emendas são de parlamentares da legislatura atual e da última.

Hospitais, Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) e outras entidades de saúde terão um investimento extra de R$ 127 milhões no Estado. Ao todo, são 176 instituições beneficiadas com recursos federais liberados por emendas parlamentares de deputados e senadores.

Na sua fala, o governador disse  que as emendas são uma “grande colaboração para a saúde do Rio Grande”. Ele ainda completou destacando a competência e a capacidade dos prestadores de serviço. “É a certeza dessa parceria de quem está lá na ponta, nos hospitais e Apaes, fazendo saúde pública junto com o Estado”, afirmou.

Os critérios para a aplicação das verbas foram definidos em acordo com a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS. Um dos pontos garante uma parcela mínima de 20% do valor para a oferta de novos serviços ou o incremento dos já contratualizados. Os hospitais e entidades podem usar os repasses, por exemplo, para consultas, exames e procedimentos cirúrgicos. Essa medida visa atender às demandas reprimidas e proporcionar a redução das filas de espera.

Os planos operativos enviados pelas entidades foram avaliados pela Secretaria da Saúde, considerando as necessidades locais e regionais do estabelecimento e do sistema de saúde. As emendas parlamentares podem também ser usadas para outros fins como reformas, compra de insumos, pagamento de pessoal, entre outras possibilidades previstas.

 

Comentários

comments

Veja Também

Sem título

Veja como foi a última sessão ordinária da Câmara de Tucunduva antes do recesso

Os nove Vereadores de Tucunduva entraram esta semana no período de recesso parlamentar, devendo retornar ...