quinta-feira , 23 maio 2019
Home / Destaque / Em Brasíliia Leonel tenta interceder pela Fankhauser

Em Brasíliia Leonel tenta interceder pela Fankhauser

Em entrevista a Rádio Noroeste na manhã desta quinta-feira, 21, o Prefeito de Tuparendi,  Leonel Petry  disse que uma de suas pautas na Capital Federal, era tentar algo que pudesse contribuir para reverter a difícil situação da fábrica de implementos Fankhauser, que deverá enfrentar um processo de falência.  Leonel disse reconhecer a relevância da empresa que está instalada há mais de 60 anos no município. Ele explicou que manteve contato com o Ministro Osmar Terra, a quem relatou o caso, e que o mesmo teria adiantado que a  não cobrança de alguns tributos federais estaria descartada por força da lei. Leonel informou que o Ministro  irá estudar o caso, e que pretende anunciar alguma novifankhauserdade durante um evento que acontecerá em Torres nesta sexta. Leonel iria retornar para Tuparendi, mas adiou seu retorno para também participar deste evento no litoral gaúcho, mas entende que a situação da Fankhauser é difícil.  E empresa já se encontrava em meio a um processo de recuperação judicial, mas agora terá que enfrentar um pedido de falência, solicitado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Santa Rosa.

“Depois de realizarmos uma reunião dos credores da recuperação judicial, há seis meses atrás, e na oportunidade a empresa se comprometeu em passar a cumprir alguns pré-requisitos, mas as dificuldades foram aumentando, atrasando folha de pagamento, falta de capital de giro, não recolhendo impostos. A partir de outubro do ano passado a empresa passou a não mais pagar o salário dos funcionários, nem férias ou 13º salário, ou seja, não recebem salários desde outubro. Nos meses de janeiro e fevereiro os funcionários ficaram de licença remunerada, devidamente documentada, pois será cobrada depois nas rescisões. Esta licença se encerrou nesta terça-feira, 19, e a partir daí a assessoria jurídica do sindicato encaminhou a justiça o pedido de falência da empresa”, disse o Presidente do Sindicato, João Roque dos Santos, conforme publicado no site Santa Rosa em Dia.

Segundo o site a empresa possui atualmente 75 funcionários, e o Presidente informou que  “após o decreto de falência iremos ingressar no Ministério do Trabalho para pedir um alvará, onde o juiz poderá liberar as carteiras de trabalho, encaminhar o saque do FGTS e encaminhamento do seguro desemprego”. A Fankhauser não se manifestou sobre o assunto.

 

Comentários

comments

Veja Também

Logo com tagline

Sicredi é Top of Mind RS pelo sétimo ano consecutivo e está entre as 10 empresas mais amadas do Estado

A instituição foi a mais lembrada pelo consumidor gaúcho na categoria cooperativa de crédito e ...