quinta-feira , 19 abril 2018
Home / Agricultura / EMATER/RS-ASCAR DE TUPARENDI REALIZA CAPACITAÇÃO TÉCNICA EM MANEJO DE SOLO E ÁGUA

EMATER/RS-ASCAR DE TUPARENDI REALIZA CAPACITAÇÃO TÉCNICA EM MANEJO DE SOLO E ÁGUA

O escritório municipal da Emater/RS-Ascar de Tuparendi realizou nivelamento técnico sobre manejo de solo e água para profissionais que atuam no município, nos dias 15 e 16 de maio. Devido às chuvas excessivas ocorridas principalmente nos últimos três anos, associadas ao manejo inadequado de solo e água na maioria das propriedades, ocasionando perdas de solo por erosão, prejuízos na conservação de estradas e outros danos, a Emater vem trabalhando mais intensamente nesta questão desde 2015 com o lançamento do Programa Estadual de Conservação de Solo e da Água “Conservar Para Produzir Melhor”.

O evento contou com a presença de profissionais das ciências agrárias, participaram do evento técnicos de todas as unidades da Coopermil de Tuparendi, Cotrirosa, Dinon Cereais, Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agropecuária Abitante e De Conti, além do Técnico em Agropecuária e agricultor Marcos Luiz De Conti. Ao total foram 20 participantes. A programação teve apoio do Escritório Regional da Emater, com a colaboração efetiva do Eng° Agr° Fernando Dornelles Fagundes, Assistente Técnico Regional.

Na tarde de segunda-feira (15) foi realizada parte teórica. Inicialmente foram trabalhadas três questões relativas à situação atual da conservação do solo, problemas existentes e sugestões/propostas para enfrentar e resolver os mesmos com a ação diária dos profissionais em suas atividades com os agricultores. O Eng° Agr° Fernando Dornelles Fagundes fez um resgate histórico das práticas de cultivo adotadas no município a partir da década de 80, destacando seus efeitos ao longo do tempo (saída do plantio convencional para o plantio direto), e principalmente nos últimos 10 anos com a adoção de práticas inadequadas de manejo de solo e água como falta de rotação de culturas, compactação de solo, retirada de terraços sem critério técnico e falta de manutenção dos mesmos nas lavouras que os mantém – pouca palhada, plantio morro acima/morro abaixo, entre outros aspectos analisados. A partir da realidade constatada, baseado em recomendações da pesquisa, além de dados e levantamentos de campo em propriedades do município e região, Fernando falou sobre a adoção de práticas conservacionistas integradas para reduzir as perdas de água e solo por erosão.

No segundo dia de atividades realizamos a parte prática em uma lavoura, propriedade das famílias de Luiz e Marcos De Conti, em São Roque. Nesta área fizemos a demarcação de terraços utilizando uma técnica moderna denominada “for Windows”, criada pela Embrapa e que utiliza espaçamentos entre terraços quatro vezes maiores que os do sistema antigo. Esta técnica, logicamente, deve ser adotada juntamente com as demais práticas conservacionistas. Também escavamos uma trincheira para analisar a estrutura de solo, raízes, compactação, entre outros aspectos.

O nivelamento técnico foi muito proveitoso, conforme avaliação realizada ao final, pelos participantes. Com isso, cada profissional poderá intensificar e recomendar aos agricultores práticas conservacionistas. O objetivo não foi esgotar o assunto nestas duas tardes, mas sim despertar para o tema, incentivando ações diárias nas propriedades, pois o solo é a base da produção. Ainda não há data definida, mas este grupo deve se reunir mais uma vez ao longo do ano para nivelamento técnico.

Albino Motter, Extensionista Rural – Emater/RS-Ascar de Tuparendi.emater 22 emater 11

 

 

Comentários

comments

Veja Também

futebol sete

Começou o campeonato Municipal de Futebol Sete de Porto Mauá

Começou no último sábado, dia 14, o campeonato municipal de futebol sete de Porto Mauá, ...