quinta-feira , 20 junho 2019
Home / Destaque / Enxurrada em Tuparendi nesta segunda causa prejuízos e indignação. Veja imagens impressionantes

Enxurrada em Tuparendi nesta segunda causa prejuízos e indignação. Veja imagens impressionantes

Uma enxurrada que caiu sobre a cidade de Tuparendi na tarde de segunda-feira,  acarretou prejuízos de grande monta em residências de uma parte da cidade, onde as bocas de lobo não aguentaram a vazão da água que acabou invadindo  residências e casas comerciais.  Informações dão conta de que choveu aproximadamente 70 mm em apenas 25 minutos. O empresário Roque Moos é proprietário de uma oficina e uma loja de motos na Rua Castelo Branco,  provavelmente a mais afetada pela enxurrada. Ele diz estar indignado com a situação, e afirma ter alertado reiteradas vezes as administrações municipais sobre a iminência do que estava para acontecer e que acabou acontecendo na tarde desta segunda. A água desceu a rua com muita força, invadiu casas, destruiu muros, e causou prejuízos que até o momento não foram calculados pelas famílias.  Outras ruas também tiveram problemas, a sede do Lions Clube foi invadida pela água, que derrubou um muro, uma varanda, causou danos no telhado, e ainda  provocou um buraco na estrutura. Cadeiras e utensílios foram arrastados pela força da água. Informações dão conta de que a casa do Vice Prefeito, Helio Kerkhoff também foi atingida.

O empresário Roque Moos, conta que ainda está contabilizando os prejuízos, mas explica que as águas provocaram avarias na sua residência onde a piscina foi praticamente destruída, na sua oficina e na sua loja de motos, invadida pela água. “Isso não é novidade, desde 1984 a gente vem alertando, vem avisando, mas tem sido inútil, é uma tragédia anunciada. Minha casa, minha loja, o Lions Clube, já ficamos inúmeras vezes embaixo d’água”.  Ele conta que já sofreu prejuízos em outros eventos semelhantes, mas que esta foi a maior enxurrada que já presenciou desde que abriu sua loja há décadas atrás.

A Prefeitura tem conhecimento do ocorrido, mas a informação é de que os prejuízos não são suficientes para que fosse decreta do estado de emergência, e que um levantamento está sendo efetuado para apurar os prejuízos.

 

Comentários

comments

Veja Também

plano diretor

Avançam trabalhos visando elaboração do Plano Diretor Participativo em Porto Mauá

Continuam os trabalhos visando a elaboração do Plano Diretor Participativo em Porto Mauá.  Em junho ...