sábado , 20 janeiro 2018
Home / Destaque / Mato do Busque: Que importância tem uma floresta para nós?

Mato do Busque: Que importância tem uma floresta para nós?

Artigo de Clóvis Medeiros

                Com muita propriedade e não por acaso, a Lei 12.651/2012, também conhecida como ‘Novo Código Florestal’, define as florestas como ‘bem de uso comum’ à população brasileira. Estabelece, o citado diploma, uma noção de importante relevância da existência das nossas florestas para a população em geral. Sobrepõe, portanto, o interesse da coletividade ao interesse particular. Está posto, está na Lei.

Temos, por vezes decorrentes da nossa profunda ignorância no assunto, a tendência de nos separarmos da natureza, como se nós aqui estivéssemos, e ela, a natureza, estivesse ‘lá’ (lá fora, lá no interior, lá na ‘colônia’). Mas somos indissociáveis, pois somos seres humanos pertencentes a ela, à Mãe-Natureza. Não,mato do busque a preservação de florestas não é uma questão filosófica, mas sim científica. Provada e comprovada está a grande importância das áreas cobertas com florestas para o equilíbrio ambiental de uma determinada região, trazendo o bem-estar da população e a sadia qualidade de vida, pois a esta todos temos direito, segundo o Artigo 225 da Constituição Federal. Há muitos estudos que apontam a melhora da saúde das pessoas quando em contato com as áreas preservadas, principalmente das que sofrem de depressão, stress, doenças que afetam muitas pessoas.

Em muitos lugares do mundo, em diversas nações mais avançadas, em cidades de todos os tamanhos, a população trabalha para refazer, para restabelecer os seus bosques e florestas próximas das áreas urbanas. Mas aqui em Tuparendi, ocorre algo muito interessante: já temos uma floresta, muito próxima de nós, literalmente ‘colada’ na cidade. Que grande herança nos deixaram os antigos proprietários. Que grandes benefícios temos hoje pela existência desse espetacular Mato do Busque!

Com pouco mais de 10 hectares (entre 12 e 13), proporciona grandes benefícios para a comunidade como um todo. É determinante no abrigo de diversas formas de vida, de animais e vegetais, algumas das quais já estão na lista das espécies ameaçadas de extinção! Dilui, pela sua atividade fotossintética, o mais puro dos oxigênios, esparramando-o sobre a cidade e todo o seu entorno. É ele, é esse mato, que contribui de forma definitiva para que tenhamos a nascente do Lajeado Minas, cujas águas brotam nas áreas próximas e recebem a carga de água que essa bela floresta ajuda a infiltrar no solo. No ar que respiramos está também a chamada ‘umidade do ar’, sem a qual teríamos aumentado em muito os casos de problemas respiratórios. Essa umidade também nos é dada a todos pelas atividades fisiológicas desse belo manto verde, que é o Mato do Busque.

Esse pequeno, mas belo e importante, MatoSem título do Busque, faz parte da grande e imponente floresta que outrora cobria todo o nosso município. Local de uma diversidade biológica fantástica antes da chegada dos colonizadores, casa de animais como a anta, onça-pintada (sim, há registros de ocorrência desse animal na nossa região), veados, harpias, gato-do-mato, entre muitos outros animais, além de frondosas grápias, louros, cabriúvas, cedros…. Onde estão todos? Já os abatemos em sua grande maioria, por desconhecimento e erros no passado. Mas hoje, intervir dessa forma nas florestas já não é mais plausível. Já não somos mais desconhecedores da sua importância, que vai muito além do que comentamos acima. Não nos faltam habilidades mentais para entender que precisamos preservar o pouco que ainda nos resta. Ou…falta?

A história, senhores, não perdoa! Seremos lembrados pelos nossos filhos e netos como os que lutaram pela sobrevivência desse mato, somando os esforços para que eles e todos no planeta tenham boas condições de vida, ou seremos lembrados como os que não se importaram com tudo isso? Quando da discussão sobre a possibilidade de derrubada do mato, ou de uma parte desse mato, devemos honrar a nossa hombridade e assumir uma posição. Nesses assuntos, em cima do muro ficam os covardes. mato do busque 1

 

Comentários

comments

Veja Também

5296ba10-82db-44c3-bb33-c63b962348fa

Agafarma repassa recursos para o Hospital de Tucunduva

A Agafarma de Tucunduva, na pessoa de seu proprietário, Felipe Germano da Rocha, repassou na ...