domingo , 23 setembro 2018
Home / Destaque / Prefeitura lança campanha Setembro Amarelo e promove atividade na Praça em Novo Machado

Prefeitura lança campanha Setembro Amarelo e promove atividade na Praça em Novo Machado

A Prefeitura Municipal de Novo Machado através da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social (SMSAS) e Unidade de Saúde da Sede (ESF 01), iniciou neste mês a Campanha Setembro Amarelo. Assim como o “Outubro Rosa” e o Novembro Azul”, esta  campanha tem como objetivo a  valorização da vida e a prevenção do suicídio, visto que seu índice vem alcançando números alarmantes a nível nacional e mundial.
A campanha foi iniciada no Brasil, em 2014, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

Já fazendo parte da campanha,  foi realizada atividades na Praça da Sede (Academia Polo), no dia 4 de setembro. “Fazer parte de um evento como esse ajuda na preservação da vida de alguém que está precisando de uma palavra de conforto ou até mesmo de um abraço”, disse a Psicóloga, Silvia Jung.

A ideia de se discutir suicídio vai ao encontro das estratégias terapêuticas aplicadas no Centro, que visam a reinserção da pessoa com transtorno mental à sociedade. Segundo informações, o mais importante é acolher o paciente sem julgamento, críticas ou preconceito. A dor do paciente, neste momento, precisa ser respeitada.

Muitas vezes no atendimento ao público recebe-se pessoas com sintoma depressivo e com a ideação suicida. Tendo em vista essa demanda, realizou-se a ideia de realizar este movimento de incentivo à vida e quebra de tabus sobre a depressão no município.

“O suicídio precisa de um grande movimento social. É um caso de saúde pública e chama nossa atenção para a realização desta ação. Diversos motivos levam a pessoa a cometer o suicídio no mundo moderno, mas esse assunto deve ser tratado de maneira aberta e sem preconceitos”, disse a Psicóloga.

O Brasil está entre os 28 países, de um universo de mais de 160 analisados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que possui estratégia de prevenção ao suicídio, por conta da atuação dos Caps. A OMS ainda estima que ocorram, no Brasil, 12 mil suicídios por ano. Em 2017, o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná respondem por uma taxa de 23% dos casos. Considerando que os Estados detêm somente 14% da população nacional, o número é preocupante.

 

Comentários

comments

Veja Também

Soja_semeadura-630x420

Produtores da região já preparam plantio da soja. Veja também evolução de outras culturas como a uva

O plantio da soja deve iniciar ainda neste mês de setembro no Rio Grande do ...