fbpx
Home / Destaque / Tucunduvense Fernanda Costa faz ensaio fotográfico tocante e diz que câncer não tira a beleza da mulher

Tucunduvense Fernanda Costa faz ensaio fotográfico tocante e diz que câncer não tira a beleza da mulher

Um ensaio fotográfico protagonizado pela tucunduvense Fernanda Costa,  impactou as redes sociais esta semana.   Ocorre que Fernanda está em tratamento devido a um câncer de mama,  e teve que passar por uma cirurgia de retirada do seio afetado. A vaidade é uma característica do universo feminino,  sendo o seio bem mais do que simplesmente um órgão que serve para amamentar.  A retirada de um seio dói muito nas mulheres, uma dor que vai além da dor física,  pois ela atinge a autoestima,  e não raro mulheres acometidas do câncer de mama, necessitam de auxílio psicológico para enfrentar esta dura e necessária etapa de cura. Quem conhece Fernanda, sabe que desde criança ela foi uma menina “levada”.  Cresceu, virou uma adolescente de atitude, talvez a frente do seu tempo,  cresceu um pouco mais, se transformou em uma esposa e  mãe moderna mas responsável, e uma mulher de posições firmes e ciente do seu papel na família e na sociedade.  Convidada pelo IMAMA ( órgão que presta apoio a mulheres com câncer de mama), para fazer um ensaio fotográfico, Fernanda não relutou em aceitar, e de forma direta, mas com muita arte e sensibilidade, mostrou que a beleza de se estar vivo é muito maior do que a beleza física afetada pela retirada dos seios.  Em pleno Outubro Rosa, Fernanda  mostrou que a beleza maior está na luta, que o câncer de mama não pode impedir uma mulher de se sentir bonita, desejada e cheia de vida.

O Jornal Sentinela conversou com Fernanda,  que nos falou sobre sua luta contra o câncer e sobre a linda experiência de mostrar seu corpo e passar uma mensagem de coragem e de fé na vida. Confiram a entrevista  e mais abaixo uma galeria com algumas fotos  do ensaio de Fernanda.

Quando e como você descobriu o câncer?

Eu descobri em setembro de 2019 em um exame de rotina onde na mamografia apresentou alterações.

Qual foi a sua primeira  reação quando descobriu o câncer?

Quando saiu o resultado meu chão caiu, o que mais pensei foi na minha filha Ana Laura e de novo esta doença na minha família, mesmo assim não desanimei e resolvi que enfrentaria com força, determinação e fé.

Mais alguém na sua família já havia tido este problema?

Passamos por esta batalha duas vezes na família, primeiro minha irmã Cristina, que também teve câncer de mama  em 2015, e depois com  meu Pai Arnaldo da Costa, que infelizmente acabou falecendo.

Após a descoberta qual foi a tua primeira atitude visando a cura?

Eu entendi que deveria ser mais forte que a doença,  não deixar abalar e perder a batalha, mesmo passando isso junto com a luta de meu pai me mantive firme e forte.

Como foi para você a tirar o seio afetado?

Problema nenhum com a retirada da mama, para a minha pessoa isso foi normal, assim como no momento que perdi todo o cabelo, me amava careca e também me amo do jeitinho que sou, devemos nos aceitar como somos.

Qual a sua situação agora? Está curada? 

No momento continuo em tratamento, ainda faço medicações que são bloqueadores de células, onde fazem parte do tratamento por 1 ano ainda. Mas “estou curada”, esta sempre foi minha frase desde o começo quando descobri o câncer: Lutar sempre, desistir jamais.

Como surgiu a oportunidade de fazer o ensaio? 

Recebi um convite da Secretária Lurdes do Imama de Três de Maio e do Fotografo Jobson Makoski.

Como foi fazer as fotos, foi tranquilo?

R- Foi muito gratificante fazê-las, eu amei. Super  tranquilo e a Lurdes e o Jobson são pessoas espetaculares.

E a tua decisão de tornar publico este trabalho, como surgiu?

 A ideia surgiu do Jobson.  Depois das fotos internas no estúdio,  ele sugeriu se eu gostaria de fazer mais umas fotos externas. Eu  topei na hora,  pensando em outras mulheres que também passam por esta batalha.

Como você está vendo a reação das pessoas a publicação do ensaio?

Muitas pessoas que passaram por isso vieram agradecer pela coragem. Amigos conhecidos tantos meu como os do Jobson, só elogios. Sei que tocou em muitas pessoas, espero que eu tenha ajudado de alguma maneira, por que embora a caminhada seja desafiadora, devemos nos amar e seguir sempre na fé.

Tu tens algo a dizer para as mulheres de forma geral? E para as mulheres que diagnosticaram o câncer?  Que elas nunca desistam de seus sonhos e sua fé, que sejam sempre fortes e guerreiras, “SE AME, SE CUIDE, SE TOQUE” e não esqueçam que estamos aqui, todas unidas para nos ajudarmos a elevar nossa auto-estima e que devemos nos amar como somos e viver a vida leve e felizes. Agradecer mais e reclamar menos. Viva todas as possibilidades, seja feliz, pois a vida nos apresenta obstáculos para aprendermos a superá-los. Enquanto temos Deus no coração, não existe fim. Toda força está dentro de nós, então deixe ela se manifestar, é esta força que nos leva a cura. Hoje  tenho toda gratidão do mundo pelo caminho que percorri até agora.

Comentários

comments

Veja Também

Veja as principais ações da municipalidade de Novo Machado no mês de junho

Vacinação já atinge pessoas com 52 anos Em Novo Machado a Idade para receber a ...