6.24°C Tuparendi

Audiência Pública debateu segurança pública em Tucunduva

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
DSCF0555

O público lotou as dependências da Câmara de Vereadores de Tucunduva nesta quinta, 4, para debater com autoridades do município questões ligadas a segurança pública na comunidade. A Audiência Pública foi proposta dias atrás pelo Presidente da Câmara de Vereadores  Laércio Angelin e convocada pelo Prefeito Jonas, após reuniões com participação de representantes do Executivo, Legislativo, Consepro e as polícias civil e militar.

“Não se compara oque acontece aqui, com a realidade de municípios maiores, mas nós queremos paz, e temos que tomar providências antes que estes casos tomem uma proporção maior”, disse o Prefeito Jonas logo na abertura da Audiência Pública.  Convidado para o evento, o Promotor de  Tucunduva, Ronaldo de Almeida Arbo fez uma manifestação muito lúcida sobre  questões que envolvem a segurança  pública em municípios do porte de Tucunduva.  Apesar de ser um tema que causa preocupação na comunidade, o Promotor entende que a situação de Tucunduva ainda é bastante tranquila se comparada a outros municípios, mas que ainda assim é importante que se busque soluções.  Baseado em experiências positivas adotadas em outras comarcas onde já atuou,  Ronaldo Arbo cita a instalação de câmeras de segurança como uma boa providência na prevenção deste tipo de delito contra o patrimônio.

Após a manifestação do Promotor a organização do evento abriu a possibilidade para que o público se manifestasse e apresentasse sugestões para a questão da segurança no município, principalmente os furtos contra o patrimônio.  A criação de grupos de whatsapp em ruas ou bairros monitorando movimentos atípicos, aumento do efetivo da polícia militar, disponibilização de um número de whats pela polícia para denúncias, instalação de câmaras de monitoramento e investimentos em iluminação pública, foram algumas das iniciativas sugeridas pelo público.  Nos debates foi possível perceber que a preocupação com estes delitos contra o patrimônio não é “privilégio” apenas do comércio e residências mais abastadas, uma vez que houve  relatos de delitos em comunidades mais humildes, caso da Vila Operária, onde os pequenos furtos tem se tornado recorrentes e mereceram uma forte cobrança de membros da comunidade durante a reunião desta quinta.

O Prefeito Jonas adiantou que já está em andamento um levantamento para posterior produção de um projeto de cercamento  eletrônico na cidade e que o município deverá investir recursos para melhorar a iluminação pública, incluindo nesse projeto a Vila Operária.

O Comandante da Brigada Militar, Tenente Mizael Bavaresco,  explicou aos presentes sobre algumas dificuldades na repressão deste tipo delito,  que vão desde a questões legais que por lei precisam ser observadas no busca por suspeitos ao efetivo de policiais, sendo esta uma questão geral e não apenas de Tucunduva.  “A Brigada está trabalhando na prevenção. Nós fazemos patrulhamento, fizemos abordagem de pessoas  e estamos intensificando o patrulhamento em locais onde este tipo de crime tem sido mais frequente, caso da Vila Operária”,  explicou o comandante.  Ele ainda ratificou a importância de que toda atitude suspeita a ato criminoso seja denunciado a polícia.

No encerramento o Promotor Ronaldo Arbo ressaltou a importância da  participação da comunidade na Audiência Pública e na luta por mais segurança no município: “Acredito que quem veio aqui se sentiu bem, porque ajudou com a presença, com as opiniões e é assim que nós vamos melhorar esta questão”, finalizou.

 

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

últimas notícias

veja também

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Shopping Basket